EDITORIAL

A história da marca DELRIO se faz interessante por dois aspectos, a saber: o primeiro pela tenacidade de uma família unida e reunida à procura da sobrevivência digna e, depois, como segundo aspecto, a criação, manutenção e o desenvolvimento de um produto que há 60 anos adoça a boca dos cearenses com o sabor inigualável do guaraná.

Manoel Tabajara Melo, nascido nas escarpas serranas do Ipu adquiriu uma fórmula com a qual era possível se fabricar uma bebida saborosa, de fácil aceitação. A partir de então nosso pioneiro passou a ser o guardião dessa misteriosa fórmula, que avança no tempo, e que agora está sob a guarda da terceira geração.

Na verdade, o sucesso DELRIO não advém exclusivo da essência de um fruto, mas sim da decência de uma família, que de forma humilde e consciente de que somente o trabalho leva à prosperidade, abraçou um projeto e até hoje dá conta de seu compromisso.

Não obstante os inúmeros aspectos que a história contempla nesta revista de comemoração aos 60 anos da DELRIO, em plena era do WhatsApp, muitos irão nos perguntar a fórmula de tão exuberante crescimento, e nós da terceira geração iremos responder em nome da primeira e segunda gerações: foi o trabalho, a crença e a determinação.

Nos jardins de nossa fábrica está a primeira máquina, um equipamento rústico em relação à tecnologia do nosso atual parque industrial. Para as demais pessoas, é só uma “máquina velha”, um equipamento imprestável, ultrapassado, uma peça de museu, todavia, para a família DELRIO, ela simboliza o óvulo fecundado, o embrião, a principal testemunha de uma era de sacrifícios, e que ainda guarda em seu corpo as digitais de nosso patriarca e o suor dos operários.

Chegamos à sexta década de uma existência em que todo dia nos entusiasmamos.

Temos motivos demais para festejar, porém nosso marco comemorativo é uma empresa consolidada desafiando o tempo e revelando talentos.

CLIQUE NA IMAGEM – CONHEÇA A REVISTA IMPRESSA