UMA NOVA FÁBRICA DELRIO

Chegamos a mais uma etapa na história da DELRIO – seus 60 anos de existência e participação no cotidiano de milhares de Sobralenses e cearenses de toda a Zona Norte.

Ricardo Melo

Acreditando no valor e na qualidade de seus produtos vivenciei uma experiência magnifica e gratificante, onde ao longo de 16 anos me dediquei com paixão no desenvolvimento de um dos maiores sonhos que pude realizar. Tal sonho fora transformar essa marca conhecida por milhares de cearenses que ainda nao tivessem em suas cidades um ou mais distribuidor que atendesse as necessidades de obter um delicioso guaraná DELRIO. Mas essa missão ainda não está completa.

Ainda jovem, aos 24 anos, embora sem experiência, mas já formado em administração de empresas, minha família me incubiu a direção dessa honrosa empresa e tive logo que aprender tudo que diz respeito à indústria de refrigerantes. Foram várias viagens pelo sul e sudeste do país onde através de visitas a engarrafadores e fornecedores tive a oportunidade de aprender com os melhores da época, tudo que havia de novo em técnicas de processos e tecnologia de bebidas. Com essa experiência pude planejar o futuro de uma nova realidade para a DELRIO que naquele momento se apresentava ao mercado com o famoso guaraná DELRIO nas embalagens de 290ml e 190ml em garrafas de vidro.

O mercado no final da década de 90, já bem mais dinâmico exigia embalagens mais atrantes e práticas, quando surgiu as garrafas de PET, apresentadas inicialmente pelas multinacionais. Com isso, tomado pelo desejo de crescer e participar da mesma forma que outras marcas, surgiu a necessidade de um novo conceito e modelo de indústria de bebidas para Sobral.

Esse projeto fora idealizado em 1997 e fora concluído em 1999 onde pudemos contar com a parceria do BNB (Banco do Nordeste). Porém a definitiva conclusão das obras da nova fábrica só foi possível em maio de 2000 onde pudemos inaugurar uma nova era de desenvolvimento  de nossa empresa.

Com muito trabalho, iniciamos as atividades com apenas 30 funcionários e já pudiamos desfrutar, no mesmo ano, um resultado surpreendente com a introdução dos sabores laranja e lima-limão, vindo em seguida o sabor uva, que outrora não era produzido. Outro aspecto relevante fora a aplicação da “pré-venda”em nosso setor comercial que alavancou as vendas à outras regiões (Serra Grande, Itapipoca e Acaraú) dinamizando assim nossa logística.

Somente em 2003, através de um estudo mercadológico, vimos a necessidade de introduzir um novo sabor. E fora nesse momento que nasceu o sabor”cola” com a marca “JERI” em homenagem a fomosa praia de Jericoacoara. Para mim um desafio em construir uma nova marca frente a tão famosas marcas líderes no mercado. Acreditando no trabalho em equipe e na qualidade imposta nesse produto pudemos em alguns meses levar o sabor cola a todos os clientes que já nos compravam.

Nossa empresa continuou avançando, mesmo com os obstáculos, adquirimos sopradoras PET e uma nova linha (ano 2003) para embalagens de 600ml  e 330ml descartáveis. Fora relevante, também, a implantação de uma Estação de Tratamento de Água (ETA) que garantisse a qualidade de nossa água, bem como a necessidade de atender os requisitos de higienização de todo o processo produtivo.

Esse resultado só foi possível com a ajuda de muitos colaboradores que estiveram presentes de forma direta ou indireta, desde o projeto até a implantação de cada área ou setor da empresa. Entre eles presto aqui minha homenagem aos amigos: Edilson  e Afrânio Aragão (Arquitetos), Carlos Antônio França Vieira (design de projetos), Walter Rodrigues de Brito (projetista, designer e gerente geral), Francisco Silva de Mesquita (montagem e manutenção), João Pereira (mestre-de-obra – concreto), Antônio Rodrigues Magalhães (mestre-de-obras-acabamento), Antônio Lucilane (transportes), Ana Flavia e Antoine Francis Roux Bloc (Projeto FNE) e a própria DELRIO Centro na pessoa de José Luiz Melo (gerente)  e  todos os funcionários e amigos que se dedicaram à realização desse empreendimento.  A todos meu Meu Muito Obrigado.

Deixe uma resposta